quinta-feira, dezembro 27, 2007

Technical Itch - Death Jazz


Não é death metal e também não é jazz. Technical Itch é o nome artístico e o nome do selo criado por Mark Caro, um músico inglês notável por mixar muito D&B com jungle em suas composições eletrônicas.
Começou sua carreira séria em 1991, quando era DJ em raves hardcore. Suas composições beiravam o techno hardcore, ou seja, o estilo eletrônico mais veloz e pesado. Um certo dia, através de um amigo, conheceu outro DJ, outro que começava a surgir na cena e usava o pseudônimo de "Decoder". A partir deste momento, Mark começou a expandir sua experiência, trabalhando mais com outros estilos. Como vocês podem conferir, é um cara que vem trabalhando com programação há muitos anos, e possui uma longa experiência em mixagem/masterização de som.
Death Jazz é um de seus trocentos materiais. Lançado esse ano, o mini-álbum nos mostra um som guiado basicamente por uma bateria veloz e insana, algo que beira o passado de Mark. Junto desta bateria, algumas linhas de baixo (o que forma o nome Drum and Bass, ou D&B) e uns vocais eletrônicos podem garantir uma rave particular na sua casa. Para dar mais enfâse, existem alguns teclados atmosféricos, ora agradáveis ora macabros. Esses teclados fazem uma quantidade de pessoas chamarem o som do Technical Itch de "darkstep", que é um estilo extremo de eletrônico dançante com umas quebradas de tempo. Geralmente não segue escalas, por isso soa estranho; é uma dissonância que, por ser fora da ordem comum, tende a soar obscura.
São 4 músicas em 26 minutos, todas elas bem diferenciadas. Recomendo escutar com fones de ouvido, pois desta maneira você terá a oportunidade de perceber a riqueza de samples, as quebradas na bateria, o baixo bem presente, e tudo mais. Interessante o material, me deu vontade de procurar mais coisa do cara.
PS: Não encontrei capa do EP em site algum. Até nos sites de venda não há. A única informação é "no cover available". Azar! Vai a foto do artista, então.
Download.

6 comentários:

Mute disse...

nem ia baixar, mas curti o que li no texto =)

postem algum album do tool se possivel, nao vi tool por aqui ainda

Felipe Eugênio disse...

Cara, vou responder os 2 coments aqui. É o seguinte, para de ler minha mente, porra!

Estou com disco do Sebadoh e do Tool já programados para postar, mas acho que "só" ano que vem...
Sebadoh é uma puta banda legal mesmo, seguem nessa linha lo-fi que nem o Pavement (Que já foi postado o Slanted and Enchanted e o Wowee Zowee), porém o GBV, postado pelo Matias, é o mais Lo-Fi mesmo, parece um som velho pra cacete.

Quanto ao Fu Manchu, o cd que tem a música do THPS é o The Action is Go, se tu quizer, eu posso tentar te conseguir o link pro álbum.

Abraço

Maarii; disse...

Baiixando;D
esse tipo dee Eletronica mais 'pesadona' ou Hardcore como foi chamada..eh interessante
vlww pelo postxD

the nameless disse...

boaa


trance darkzera eh legal, agora vamo experimenta dnb darkzera...


ideia bem original desse cara...

valeu aew

Anônimo disse...

misturar d&b com jungle?? mas o quÊ????que está a dizer!??!?!
aprendam alguma coisa:
http://www.rolldabeats.com/artist/technical_itch

Anônimo disse...

Não acha a capa so quem nao procura e nao sabe nada de d&b:

http://www.discogs.com/viewimages?release=939588

O EP chama-se the 50th plague porque é o 50.º release na editora TECH ITCH.