quarta-feira, junho 04, 2008

Botch - An Anthology Of Dead Ends


Botch não é uma daquelas bandas que se ouve falar todo dia, mas quem conhece a fundo a história da banda sabe que eles foram muito importantes. Além de ter sido uma das primeiras bandas de mathcore, foram fundamentais à criação e desenvolvimento do dito "hardcore moderno" - mais pesado e lento que o antigo. Com uma carreira de poucos CD's (apenas dois, apesar de We Are The Romans ser uma jóia rara), mas muitos EP's, splits, compilações e derivados, o Botch deixou um belo tesouro aos apreciadores de um som diferente.
An Anthology Of Dead Ends, de 2002, foi o último material da banda, que acabou no mesmo ano. O EP só foi lançado após o fim, talvez propositalmente. É preciso muita atenção à proposta da banda para compreender a sonoridade. Primeiramente, observe os títulos: Todos são nomes de países, mas as letras "n" foram trocadas por "m" ("Japam", "Framce", "Spaim"). Essa troca de letras, que de fato é uma oposição ao formalismo, encontra-se presente também na estrutura do EP, que possui porradas violentas e até algo mais leve, à base de pianinho. Quando eu estava a escutar "Afghamistam" (a mais leve, essa do piano), meu pai chegou e disse: "Como você pode escutar isso?! Isso é música de sanatório!". Para mim, era um piano relaxante. E fechando com "Micaragua", dá para escutar uns efeitos muito experimentais na guitarra, algo que converte a microfonia em um foguete rumo ao espaço. Para "piorar", entra o vocal sujo e pesado (que influenciou claramente o Monogono) que se funde aos barulhos, mais a bateria socando o china sem dó... Ah, que beleza! Mas, honestamente, a melhor faixa é "Japam", a segunda, porque segue aquela linha típica do mathcore com umas quebradas de jazz e uma guitarra limpa e distoricda ao mesmo tempo.
Como eu ia frizando, esse é um belo disco para conhecer o trabalho do Botch, que certamente lhe deixará com vontade de escutar mais. Depois disso, você estará habilitado a encarar We Are The Romans e satisfazer sua mente. Porém, se você é como o meu pai, que não suporta e tem dores de cabeça com essas músicas, sinto muito... Mais sorte na próxima...
Download.

2 comentários:

Lincoln Hawk disse...

Botch é uma banda maravilhosa!

sDm disse...

pô ñ sei se aki é o lugar melhor, mas conheci o isis aki no site,tava baixando todos mas falta o Celestial,e o link dele no post do panopticon expirou,se pudessem urpar denovo...valeu