quinta-feira, novembro 27, 2008

Sam Alone - Dead Sailor


Sam Alone é um nome novo, mas a pessoa por trás dele já está na cena há tempo. Quem? O Apolinário (mais conhecido como "Poli"), da hardcoreana banda portuguesa chamada Devil In Me.
Entretanto, o som do Sam Alone, como sugere a bela capa, é um countryzão no melhor estilo americano, aquele que quando se escuta dá para imaginar o cara tocando e cantando a música num boteco qualquer do Texas. Carregadas principalmente pela marcante e expressiva voz de Poli, bem como do eterno companheiro violão, as músicas ainda apresentam guitarra, harmônica (gaita de boca), bateria e percussões, entre outros, tudo muito equilibrado pela tracklist, deixando o disco soando bem variado do início ao fim.
É difícil sintetizar através das minhas humildes palavras o que Poli conseguiu fazer. Tente imaginar a letra mais sincera que você poderia escrever sobre o mundo ou sobre si mesmo. Pense em acordes de violão que encaixam-se perfeitamente nisso. Para finalizar, cante sem medo ou vergonha, literalmente solte a voz. Consegue imaginar tudo isso? Pois bem, ele conseguiu fazer exatamente isso. Esse mar de sentimentos são perfeitamente expressados no refrão de "Deathproof", na letra e na harmônica de "Demons" e na altamente influenciada por Johnny Cash, "Pills and Ghosts".
Se você procura por uma música que seja adequada para ir refletir sobre sua vida ao olhar o pôr-do-sol, ou simplesmente fumar um cigarro e beber um Jack Daniels - por sinal, há uma citação referente a esse sagrado whiskey em "Sinner" -, Dead Sailor é a melhor opção. Download.

Um comentário:

Tiã matilde disse...

adoro coisas assim espontaneãs :D