quinta-feira, junho 19, 2008

The Offspring - Rise and Fall, Rage And Grace


A maioria não deve nem imaginar, mas durante muito tempo, o Offspring foi uma das minhas bandas preferidas, e falando sério, acho que deve ter sido de muita gente. Smash e Ixnay são dois cdzinhos bem afudê, que eu escuto até hoje, mas bem pouco, comparado com antigamente.
Teve aquele pessoal que torceu o nariz pro Americana e o Conspiracy Of One, por eles terem se "vendido". Claro, tinha umas muisquinhas bem escrotas, popzonas como o mega-hit "Pretty Fly" e "Original Prankster", mas no resto do cds, tinham várias pauladas, que compensavam.
Já em 2003, o esperado Splinter, veio como um balde de água fria na minha cabeça, e em outras milhares, e agora, 5 anos depois de longa espera, a única coisa que eu tenho pra dizer é: Me caíu os butiá do bolso.
Não sei se foi a produção do Bob Rock, a saída do Ron Welty, ou por parte da banda, a vontade de mudar de som, passando pra um rock pop e bem bundão. Graças, não tem mais musicas bobinhas como aquelas duas ditas antes e "Hit That" do penúltimo disco, mas em compensação, deve ter umas 2 ou 3 que se salvam. Sério.
Sinceramente, eu tinha grandes esperanças de eles fazerem um troço legal, botei a tocar, a primeira música começou linda, punk rock melódico, bem rapidão, com os back vocals do K, até que... PQP! O refrão mais mela cueca que eu já ouvi, até parece que tu tá ouvindo NUFAN, puxaram o freio de mão e cagaram na música, tocaram merda na cruz. Já a segunda música, "Trust In You", dá pra agüentar; rapidona, com a mistura clássica que eles usavam até um tempo atrás, mas depois dela, o bagulho descamba de vez.
"You're Gonna Go Far, Kid", que é pra ser o novo single, é bem cocô; batera meio dançante, tentando ser pop sem êxito. "Hammerhead", o atual single, que vem na seqüência, até tem umas passagens legais, mas daqui pra frente, fica russo. O lance ficou tão sinistro, que têm umas músicas que poderiam facilmente estar na tracklist de um American Idiot, ou Warning do Green Day, pra se ter idéia da caganeira.
Realmente, não tenho idéia do que houve pra eles fazerem um trabalho tão sem graça, medíocre e sem criatividade. A desculpa de fazer algo "pop" pra ganhar dinheiro não é, pois é tão fraco, que acho brabo cair na boca do povo, pois Offspring já não é mais moda, faz tempo, e sendo assim, não vai ganhar um tustão furado.
Pra finalizar, se eu tivesse que dar uma nota, de 10 a 1, daria 3, só por que tava com saudade da voz do Dexter. Se tiver afim de conferir, aproveita e faz o download rápido, certamente, vai excluir o link rapidamente.

4 comentários:

Matias Leidemer disse...

Incrível velho, eu tive a mesma sensação que tu na primeira música. Igualzinho! Eu pensei, 'caralho, esse cd vai ser afude!'. Até que veio o refrão, uma porcaria, cagou a música inteira, e o pior, eles insistiram nele. A porcaria se repete trocentas vezes na música. A segunda eu curti, achei pegada, backs legais, gostei. A terceira, também, mesma opinição, a bateria do começo é dançante e chatinha, mas o refrão é bem chicle é pode ser aproveitavel.
Daí em diante vira uma completa merda. Completa mesmo! Escutei e fiquei triste.

Bom, o último som é uma cópia idêntica e descara de american idiot. Como é que pode cara?

Sem falar no Plágio

Anônimo disse...

Olá pessoal do FUKT.
Excelente comentario do Lincoln Hawk. Prova definitiva da independencia do blog! Poucos blogs são tão honestos em seus comentarios.
Fukt é o blog inteligente e independente da galera que curte um bom som! mais uma vez parabens e um grande abraço Hawk!
XBhakta.JoséX Nova Zelandia

Felipe disse...

baixei, ouvi, deletei...
Tão sem graça que não pude ouvi-lo por completo.

Majesticskull disse...

Quando baixei o CD e coloquei a música Half-Truism, nossa, quase chorei, mt massa, deu 60 segundos e eu já tava me perguntando o que eles fizeram... Mesmo assim escutei todo CD, na raça. Acho que é o pior CD do Offspring que eu já escutei, pqp! Mt fraquinho!