quinta-feira, janeiro 08, 2009

The Jesus And Mary Chain - Automatic


The Jesus And Mary Chain é uma banda que ficou conhecida pelo barulho. Na verdade, o JAMC é conhecido pelo publico geal mais por nome do que por som, fato. Mas aqueles que já se deram o trabalho de saber o que se trata, acabaram descobrindo que o maior fato na carreira do grupo foi o disco de estréia, um clássico absoluto dentro da música alternativa underground independente caralho a quatro, chamado Psychocandy.
Falar que Psychocandy (85) é um clássico é quase como chuver úmido. Uso excessivo de ditorção e feedback, devido ao uso excessivo de LCD e anfetamina, combinaram com lindas melodias e um clima sinistro, "Just Like Honey" pode ser que seja a música conhecida do disco.
O álbum que seguiu foi chamado de Darklands (87) e algumas coisas mudara. O baterista Bobby Gillespie resolveu largar a barca a se concentrar 100% na sua nova banda Primal Scream (e que banda hein) e o irmãos Reid desaceleraram tudo e o mais incrível, fizeram um disco limpo! Sem barulho! Com baladinha! E o pior de tudo: ficou muito bom!
Toda essa histórinha foi para poupar o serviço de ir até a Wikipedia e dar uma lida mais detalhada até o momento do lançamento de Automatic, terceiro disco do grupo, lançado em 89. Se a formação já tinha ficada capada no disco anterior, aqui eles foram mais longe: apenas a guitarra de William Reid era um instrumento de verdade, baixo e bateria foram gravados com sintetizadores - no maior estilo anos 80 - o que foi um choque maior ainda para o público e crítica.
O que eu posso fazer? é meu disco preferido. A trinca fantástica de abertura, "Here Comes Alice" e seu ritmo sonolento, "Coast To Coast" põe ânimo e doses de distorções massivas, e logo após, "Blues From A Gun", música original de Dylan e como não é novidade, todo cover do homem fica melhor que a original. Uma das músicas mais conhecidas da banda também figura na tracklist, "Head On" foi um dos melhores trabalhos do grupo, que ficou conhecida quando os Pixies resolveram fazer cover, e em terras tupiniquins, foi o Legião Urbana quem gravou, naquele famoso acústico MTV.
20 anos após seu lançamento, o senso comum sobre esse disco mudou muito. Mal entendido na época, é um dos melhores trabalhos da discografia da banda e conseguiu boas notas em críticas de redenção. Aproveite o disco, pois ao vivo é uma bosta. Download.

2 comentários:

Rozão disse...

Esse disco é maravilhoso, mas não é verdade que a banda é mais falada do que ouvida. Quem curtiu nos anos 80, sabe que os caras tiveram uma grande influência em todas as guitars bands dos anos 90 !! Ao lado do Sonic Youth, pode ser considerada a mais influente no quesito barulho.
Belo post !

Ps: muda o assuntosmusicaispertinentes.blogspot.com, o antigo blog não tem mais !!!

abx. Rozão

Felipe disse...

cacete! finalmente os posts de rock alternativo,há tempos!