quarta-feira, setembro 12, 2007

Sahara Hotnights - What If Leaving Is A Loving Thing


As moças carismáticas do Sahara Hotnights ficaram 3 anos sem lançar um disco novo, desde o maravilhoso Kiss & Tell. Esse fato não foi devido à falta de criatividade ou coisa assim, porque eles ficaram foi sem gravadora, durante um árduo tempo. Em 2006, se não me engano, largaram a demo "Visit to Vienna" no Myspace, e como a música foi bem escutada e aceita, arrumaram uma gravadora/selo para distribuir esse CD aqui, que é de 2007.
What If Leaving Is A Loving Thing nos mostra uma mudança enorme no som das garotas. Essa mudança é uma divisora de águas na carreira delas, pois estão perdendo fãs e ganhando novos. Em alguns casos (como no meu), elas conseguiram manter alguns, mas poucos. Felizmente - muito, por sinal - elas não viraram "Avril Lavignes" da vida. A diferença é que o som está bem suave, perdendo muita da influência do punk e do garage rock, que foram enormes nos dois últimos álbuns. O que predomina aqui, bom, eu não sei dizer bem... É uma espécie de som alternativo. Não chega a ser um alternativo bizarro, está longe disso. Digamos que é um alternativo normal, mas não chega a ser popular. Ah, cacete! Tem músicas que parecem com a Madonna dos anos 80, só que com gravação atual e uma guitarra leviana. Eitaaa... Isso não está dando certo. Independente do que você pensar sobre a minha resenha, eu recomendo fazer o download e formar a sua própria opinião.
O som é mais leve, possui alguns riffs de guitarra memoráveis, é agradável de curtir, enfim, é um belo trabalho. Não é o que os fãs mais esperavam, mas é legal. Creio que elas não são mais garotas, estão virando adultas, e dizem que os adultos mudam muito. Bom, outro motivo para essa mudança, é que ficar tocando sempre a mesma coisa enjoa. Se eu, que tenho uma banda que ensaia uma vez por semana e vem fazendo uns 3 shows por mês, fico meio enjoado dos sons que tocamos, imagina uma banda que faça turnês gigantes, 3 a 4 shows por semana... É, gente, vida de músico é assim.
"Cheek to Cheek" e "Getting Away With Murder" são as melhores, na opinião deste humilde redator que aqui lhes escreve. As outras músicas são boas, não chegam a ser excelentes, mas não há sequer uma ruim também.
Desejo fortemente que agora elas ganhem mais reconhecimento por parte da mídia. Se virar modinha (é difícil, mas vá lá...), não dou a mínima. Quero mais que ganhem rios de dinheiro e dominem as rádios ou canais de TV, porque, sinceramente, tá faltando coisa boa nesses meios de comunicação, e elas são excelentes.
Download.

4 comentários:

Anônimo disse...

soh uma dica postem algumas bandas que fazem a cabeça da galera com LAMB OF GOD, MACHINE HEAD, CHIMAIRA, MUDVAYNE

Daniel08 disse...

Sempre tem um insatisfeito, hehehheeh, mas é isso q mantém o Blog vivo ñ é mesmo...Cara o q temos q entender é q um som assim só mulheres são capazes de fazer, obrigado pelo post só faltava esse prá completar a discografia, valeu...

Ana Paula disse...

É...
Vou ter que comentar o que eu achei desse album que eu baixei aki mesmo jah faz tempinho, e hoje passeando pelo blog vi o disco e não resisti e vou ter q falar: é muito desepcionante!!!!! + como o Julio disse no post do album, perde-se fãs e ganham-se outros...
Pra mim esse album perde feio para o Kiss & Tell...
+ é isso aí, valeu pelo post...

o blog é foda.
té+

mariana disse...

blz..mas agora falta o novo cd...
que ta muito dificil p/ achar...´
é o album entitulado :SPARKS