quinta-feira, outubro 04, 2007

Vandals - Peace Thru Vandalism

Vandals, dentro de todo o cenário punk, para mim e para muitos, e com certeza a banda mais besta que já existiu até hoje. Punk-Rock era som para expressar o seu ódio contra o sistema, governo, política, enfim, protesto em geral, que depois, deu lugar para problemas pessoais e psicológicos e acabou se tornando até um meio de expressar os sentimentos e que hoje é extremamente mal visto (Sabem muito bem do que eu falo).
Então, por que os Vandals são tão imbecis? Bom, já expliquei no outro sobre as origens da banda, surgidos no início dos anos 80, num dos maiores berços do Hardcore Punk americana, a Califórnia, porém a banda optou por fazer um som na mesma linha mas com letras cheias de humor, de idiotice mesmo, e não o humor ácido e irônico que os Kennedys usavam.
Em 82, com a formação ainda original, eles foram a primeira banda a ser contratada pelo selo Epitaph, e lançaram o primeiro EP, que é exatamente esse, chamado de Peace Thru Vandalism. Esse disco foi o primeiro registro do som que os Vandals inauguravam, um punk-rock intenso, com letras de humor envolvendo assuntos sérios ou não, usando a música como um veículo para a diversão e o sarcasmo. Um disco com apenas 6 músicas, na maioria retratavam experiências vividas pelos membros da banda, como "Wanna Be Manor", sobre os menores que não podiam entrar nos shows Punk (Já passei por isso), "Pirate's Life", experiência muito interessante do ex-baterista e atual baixista Escalante, uma volta no Piratas do Caribe na Disney após usar LSD. Há Também "Urban Struggle", música que conta as brigas que eles enfretavam na época, e que incrivelmente ganhou até presença em rádios, e "Legend Of Pat Brown", a música que eles tocam no filme Suburbia, de 84, um filme que todo o fã de Punk-Rock americano oitentista deveria ver.
Bom, o som da banda nessa época era bem mais crú, rápido e sem muita frescura, mas claro, com avacalhações, como um cover de Elvis e uma leve riff de The Good, The Bad and The Ugly. Bem diferente do som da banda atualmente, que é totalmente polido e engraçadinho, muito por causa da mudança de vocalista, Peace Thru Vandalism foi o único disco gravado com o vocalista original e membro fundador, Stevo, e hoje contam com Dave Quackenbush, e nos últimos discos fizeram alguns discos meio fézes. Pra quem ta afim de conferir o som inicial e enérgico dos Vandals, clica aí na capa.

4 comentários:

wagner disse...

Gostei muito de seu blog velinho, bom mesmo, gostaria de saber se vc consegue alguma coisa de HR (vocalista do Bad Brains), eu tenho um cd dele de reggae, mas ele tem varios de hardcore e eu to desesperado atr�s pois s�o muito bons, desde j� agrade�o

wagner

Winston Fudêncio Bucéfalo disse...

esse disco do vandals ta incompleto, velhinho, trata de arrumar isso aí senão vou descer o cacete em todo mundo desse blog do carai kás kás kás

pasquale disse...

involvendo


antes de chamar o vandals de besta, aprenda a escrever um pouco melhor.

Felipe Eugênio disse...

Olá senhor pasquale, muito obrigado por achar o erro de português, eu costumo escrever e não revisar depois. Então me faz um favor, dá uma olhada em todo o blog, deve ter mais coisas pavorosas, e assim você ocupa teu tempo. Mais uma coisa: Chupa minha benga!