sexta-feira, novembro 02, 2007

Manowar - Kings Of Metal


Reis do Metal é a minha pica com leite condensado no testículo esquerdo e catchup no direito! Manowar era uma ótima banda, mas quando começavam com essas conversas bestas e sem fundamento de "irmandade do metal", "reis do metal", "somos os melhores do mundo", etc; porra, parece o Oasis mais pesadinho - em termos de atitude.
Apesar da falação e da capa "mãe, sou power metal!", o disco Kings of Metal, de 1988, é um dos melhores lançados por eles, sem dúvidas. Produzido na época que a banda ainda contava com o guitarrista Ross The Boss (o mais criativo de todos), esse foi o quinto álbum de estúdio.
"Wheels Of Fire" é a música de abertura, chega com uma linha vocal realmente muito empolgante e uma rifferama legal e repetitiva. Essa conversa fica bem enjoante, portanto, cabe a mim dizer que é um excelente disco de heavy metal e hard rock (sim, hard rock! escute "Kings of Metal" que você vai entender, e isso não é irônico por minha parte, e sim por parte deles). A faixa instrumental "Sting of the Bumblebee" mostra todo o talento de Joey DeMaio, que utiliza de escalas técnicas e velozes no seu contra-baixo. A balada "Heart Of Steel" mostra o lado versátil da banda, que podia fazer um álbum bem diferenciado. Creio que eles atiram cocô no ventilador em faixas como "Kingdom Come", porque a tentativa deles de soarem medievais nunca deu certo - a não ser nas fotos com cueca de He-Man atochadas no ânus. A empolgação fica por conta de "Hail and Kill", música dotada de um solo lindo de guitarra e refrão memorável. Fecha com "Blood Of The Kings", onde Eric Adams consegue dar gritos tão agudos quanto uma virgem perdendo sua virgindade com um rapaz extremamente dotado e sem paciência. Esse álbum me lembra de uma época não remota, mais precisamente quando tinha 14 anos. Eu queria porque queria uma camiseta do Manowar, assim eu poderia caminhar na rua mostrando que eu curtia uma "banda foda". Ainda bem que não encontrei! Mas coincidencialmente ou não, com 16 anos meu pai me deu uma camiseta deles, e, como presente é presente, não recusei. Não fico assim pela música deles, pois é boa. Fico triste pelas atitudes deles, e não quero apoiá-los.
Como vocês podem perceber, é um disco muito legal de ser conferido. Minhas zoações para com a banda se devem ao fato de que eles mesmo pedem por isso.
Download.

9 comentários:

Anônimo disse...

afinal, vc é tr00, né? =/

Felipe Eugênio disse...

Começou...

Anônimo disse...

Precisava de um comentário tão agressivo e discriminatório?

Menos, menos...

Dániluuu disse...

uouuuu, vou neste post mas na verdade falou de outro post (confuso talvez) mas quero agradecer pelos 2 albuns do "Pavement" .... thank's

Felipe Eugênio disse...

De nada dániluuu, talvez daqui um ano eu poste o crooked rain crooked rain aksdasdapsodas

Ana Paula disse...

hahahaha

Estou rindo até agora!

Julio disse...

xD

Anônimo disse...

Eles tem esse "estilo todo" e falam como Reis do Metal meio que tirando onde cara e fazem isso de propósito
Manowar é do caralho!

Anônimo disse...

Manowar e uma banda legal ,creio que em tudo que eles falam não a postura nenhuma , é marketing mesmo e acaba dando certo por que seja bem ou mal sempre se fala deles , mas vamos considerar talento os caras tem , e sao discos para se ouvir no talo.mais uma vez parabens pelo blog e pelas resenhas que são muito boas . longa vida ao fukt.


Luiz bruxo.