sexta-feira, fevereiro 01, 2008

The Smashing Pumpkins - American Gothic


Enquanto a volta da metade dos Smashing Pumpkins e lançamento do novíssimo Zeitgeist causou muito barulho na mídia, internet e na puta que pariu, tanto nas diversas opiniões, quanto ao som, barulho no sentido de peso; galera de boca aberta devido ao peso de uma banda que não era muito ligada a isso.
American Gothic é o novo EP da banda, lançado no primeiro dia do ano via iTunes, e ganhará uma versão física ainda este mês. O lançamento do EP veio bem na contra mão do último disco, de forma tímida veio chegando pelas mais diversas maneiras de compartilhação na internet, um disquinho de músicas que seguem dessa mesma maneira, de ritmo lento, instrumentação acústica e vocal envergonhado.
O EP é considerado uma extrensão do último disco, pois as quatro músicas "Rose March", "Again, Again, Again (The Crux)", "Pox" e "Sunkissed", já tinham sido gravadas na mesma sessão do Zeitgeist, e algumas delas já eram tocadas até antes desses lançamentos. Mas ao mesmo tempo que são uma extensão, trazem um som bem diferente. O que fica mais evidente é o vocal cansado de Billy Corgan, sempre que escuto, tenho a impressão de que acordaram ele as 5 horas da manhã e botaram a gravar esse disco. Os arranjos e a instrumentação são um ponto alto, o perfeccionismo e individualismo de Corgan ainda funciona, um pouco, na hora de tocar todos instrumentos e produzir tudo, até acrescentando arranjos orquestrais, meio desnecessários.
Num balanço final, o EP traz músicas apenas legais, longe do que a banda fez um dia, mas podem se tornarem extremamente viciantes, uma versão diferente de "Iris" do Goo Goo Dolls, prontas para serem tocados em alguma série estilo The O.C.

6 comentários:

Breathless disse...

Foda o blog.
Acessem e add ae se quiser:
http://thebreathlessblog.blogspot.com/
Ta add no meu.
Flw!

THE ROCK NEW disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
THE ROCK NEW disse...

achei esse Ep dos The Smashing Pumpkins bem legal , ate pela intenção da banda de monstrar seu lado mais "leve",em versoes acusticas.Conseguiram ir alem do obvio em cancoes que até poderiam entar no album "Zeitgeist" , em versoes mas "eletrizadas" . Sem problema algum. Pelo que vejo por ai a aceitação desse ep por parte dos fãs está sendo razoavel sem grandes elogios e nem grandes criticas.

carlão do tecno trance disse...

tomá no cu vcs num postam nada que preste nessa merda porra!

Anônimo disse...

hauehauheuhauheauheuah
CARLAO DO TECNO TRANCE!!
aehuahuehauheuaehuaheuhaehaihehhihahdiuhasidhasihdiuashduhasudh

carlão do tecno trance disse...

aí seu merda, põe seu nome aí, fica com essa coisa de anônimo seu borra linguiça!