quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Jane's Addiction - Nothing's Shocking

Se tu acompanha o blog aqui há um tempo, deve saber que não é a primeira aparição do Jane's Addicition aqui.
O Jane's Addiction foi uma das bandas mais importantes para a cena do rock alternativo dos anos 90, assim como o Nirvana e os Pistols, tiveram uma carreira curta (3 Cds) mas que valeu muito a pena, pois influenciou muita criançada que hoje em dia tem banda. Além de mostrar ao mundo o que viria por aí, Perry Farrell, vocalista, criou o festival mais importante na musica independente e o sonho de muita banda de tocar em um festival como esse que é o Lollapalooza.
A banda foi formada em 85, nas ruas de Los Angeles, um pouco depois que seus vizinhos do Red Hot Chilli Peppers começaram a tocar. Ganharam grande notoriedade na cidade, fazendo muito sucesso em todos os lugares que se apresentavam, chamando inclusive atenção de grandões, e quem acabou faturando foi a Warner. Então, como independentes lançaram primeiro cd em forma de disco ao vivo pela XXX, para só depois em 23 de Agosto (Agora um dia depois do meu aniversário) de 1988, lançarem um disco de estúdio pela a gravadora. Saiu então Nothing's Shocking, um baita álbum, que exemplfica muito bem seu estilo musical, meio punk, meio funk, meio psicodélico e meio metal, talvez seja por isso que eles tenham o rótulo de Alternative.
Traz músicas do primeiro cd como "Jane Says" e "Pigs in Zen" e mais 9 faixas animais, entre elas, as que eu mais curto são "Standing in The Shower... Thin" e "Ocean Size". Depois desse cd, a banda ainda lançou a pérola Ritual De Lo Habitual, que faz a banda uma lenda, mas que logo após se dissolveu, voltando em 2001, lançando o disco Strays, que eu para mim ficou meia boca. Então se ficou afim de conferir o som, clique na capa e faça o download já.

Um comentário:

Roderick Verden disse...

Sempre achei que esse grupo era uma espécie de "Aerosmith moderno". O disco é ótimo. Guitarra pesada e precisa; som do baixo é alto, bateria eficiente. O disco posterior também é excelente.