terça-feira, abril 03, 2007

Nile - Annihilation Of The Wicked


Meu amigo, fazer death metal não é para qualquer um! E fazer um death metal soar épico, então? São poucas as bandas que conseguem. O Nile é uma dessas que conseguem fazer isso, um death metal bem técnico e com toques totalmente épicos, influenciados por música oriental e com temática totalmente voltada ao antigo Egito, Mesopotâmia e outros países. É algo simplesmente fantástico! O Behemoth é outra banda que faz algo parecido, mas o Nile, creio eu, consegue ir mais adiante com algumas passagens totalmente desumanas. Se eu acreditasse em reencarnação, diria que os espíritos dos faraós reencarnaram no corpo de Karl Sanders, o guitarrista, vocalista e compositor principal da banda. Poderia ir mais adiante, pois todos os outros membros são excelentes músicos, dotados de muito feeling, técnica e criatividade. Será difícil você encontrar uma banda que consiga manter um equilíbrio entre técnica e o feeling como essa aqui. Como eu já falei antes, as letras são baseadas nas interpretações que Karl Sanders faz dos papiros, inscrições em pirâmides, esculturas, hieróglifos e pinturas das tumbas. A maioria narra batalhas, cerimônias religiosas e rituais. Tá vendo, galera, além de um som muito interessante e surpreendente, o Nile surpreende mais ainda com as suas letras, algo totalmente cultural e histórico.
A banda foi formada em 1993, com um line-up bem diferente do atual, e apenas Karl Sanders é membro original. Com o passar dos anos foi lançando material, o primeiro veio em 1995, um ep intitulado Festivals Of Atonement, e o primeiro full-lenght veio em 1998, intitulado de Amongst The Catacombs Of Nephren-Ka. A partir daí o amadurecimento musical foi algo constante, e nesse Annihilation Of The Wicked, de 2005, eu diria que a perfeição foi quase alcançada. Por que não foi? Porque ela não existe, apenas por isso.
Os destaques maiores ficam para "User-Maat-Re", com quase 9 minutos de duração, uma intro de arrepiar e diversos outros elementos. "Dusk Falls Upon the Temple of the Serpent on the Mount of Sunrise", uma instrumental muito boa, totalmente oriental. A faixa título também destrói tudo e "Cast Down The Heretic" é outro som que me prendeu demais. Claro que o CD inteiro é excelente, e a gravação impecável! Confira tudo isso e muito mais clicando aqui.

2 comentários:

Agnaldo cardoso junior disse...


Cara vocês , são fodas.Nunca pensei encontrar um site que tenho acesso livre até no trabalho, pra baixar meus death metals, grinds. Nossa muito foda!!!
vlw ae!! não parem de post velho!

Anônimo disse...

Júlio,

Pegando carona no teu comentário,se possível,poste algo do MELECHESH...Banda do cacete(temática sumero-babilônica-assíria-acadiana)! Um abraço,Miguel