sexta-feira, outubro 19, 2007

Despised Icon - The Healing Process


O reconhecimento de uma banda nem sempre é algo positivo. O Despised Icon é uma banda que começou sua carreira em 2002, com um álbum chamado Consumed By Your Poison. Esse disco é uma das obras mais diferentes que conheço! Vocais completamente indecifráveis, gritos de porcos no abate, gritos agudos, instrumental complexo a ponto de ser quase indecorável e imemorizável; cara, é uma loucura total! Até certo tempo atrás eu não era tão ligado no som, todavia escutei diversas vezes com atenção e agora acho simplesmente demais. Após lançar esse mesmo CD, eles tiveram um enorme sucesso no seus país de origem (Canadá) e começaram a se expandir pelo mundo. Essa expansão exige da gravadora uma certa pressão em cima da banda, que tem que começar a deixar o som de uma maneira mais "aceitável" pelo público em geral. Jamais pense que o Despised Icon começou a fazer música pop, pois está longe disso, porém o metal insano que era praticado foi um pouco remoldado, tornando-se, assim, mais correto e sério. Os vocais ficaram bem entendíveis, no geral. A gravação bem melhor, completamente limpa e sem erros. Não que antes houvesse algum erro, mas quem escutar os dois discos com atenção perceberá a diferença. Quanto às músicas, eu acho que perderam muito do feeling que a banda passava. Essa é a minha opinião, mas se você chegar na galera que curte hardcore e death metal mais sério, com certeza eles irão preferir esse álbum.
The Healing Process, de 2005, é o segundo de 3 álbuns que a banda lançou até o presente momento. Nesse ano, lançaram The Ills Of Modern Man, um CD bem mais pesado. Apesar de não continuar sendo uma maravilha, o Despised se destaca perante as outras bandas por possuir dois vocalistas; um para os gritos agudos e outro para os guturais e pig squeals. O baterista é sensacional e frenético, tanto que foi convidado para tocar em diversas bandas de death metal dos EUA. É um tanto quanto triste ver que tem gente que nunca escutou o som dizer que "não curte" porque "é deathcore".
Apesar de rótulos a parte e opiniões divergentes, para conferir esse CD é só clicar aqui.

4 comentários:

Asagi disse...

Todas as musicas do seu blog estão em MP3 ou WMA? Pq eu encontrei outros sites q me levaram ao seu, mas eles eram em WMA e a qualidade eram simplesmente horriveis U.U Bem é iss!

Pinguim disse...

Apesar de gostar de todos os álbuns do Despised Icon, prefiro os dois ultimos,achei o som bem mais coeso,mas é questão de gosto mesmo.O que importa é que os caras mandam muito bem.

Claudio disse...

Parabens pelo Blog, com tantas referencias de bandas e albuns de qualidade

Os mp3 pra download são só um detalhe, se não tivesse eles eu tambem adicionaria aos favoritos porque só tem informação completa sobre bandas que gosto estilo Dead Kennedys, Sonic Youth, Sublime e as outras que estou conhecendo agora graças a vocês.

Fábio A. disse...

http://www.freewebs.com/ajaxfree/down.html


AjaxFree's a noisely experimental music project. Sampling and resampling the more creative and noisely on the contemporary world music, Fábio A. (voices, samplers, computers) show to us how is possible to create and inovate the music scene. Yours compositions, tematics or surrealistics are a deep journey into the strange side of mind. The intensity, informations and dynamics is so weird. You can feel your body quake and your mind changed after the sounds end. By now, AjaxFree's music had taken on a far more experimental hue, and the composed musics is out of 60's and 70's experimental musics. Here the fairies are violented by a psycho noise maker! Heady and hypnotic, driving and relentless, tumultuous and visceral, sonic and serene, the sheer odyssey that is AjaxFree encompasses many paradoxes in its massivel dynamic scope. Exposed to AjaxFree in a confined space, members of an audience will tend to do one of two things. Some will immediately seek the nearest exit, while those left behind turn to face the music, transfixed like prey engulfed in a tiger's roar. How long is a climax? Like some gigantic alien animal that has been prodded from slumber, their music stretches out to reveal an enormous and unimaginably complex musical monster that just keeps growing.

AjaxFree é um projeto de música experimental barulhenta que começou no final dos anos 80. Fábio A. (vocais, samplers, computadores) brincava de gravar diversos ruídos com alguns gravadores e mixá-los para depois inserir algumas vocalizações de textos. Noise Experimental Extremo = AjaxFree. Sampleando e re- sampleando o que há de mais criativo e barulhento na música contemporânea mundial, Fábio A. nos mostra que é possível fugir da mesmice musical e criar algo realmente novo e fora dos padrões moda. A intensidade da música, o turbilhão de informações, a dinâmica, nos leva para lugares diferentes e quando você ouve tudo isso num volume realmente alto essas sensações passam a afetar seu corpo.