quinta-feira, janeiro 17, 2008

Kiss - Kiss


Nos dias de hoje, esse disco é considerado uma maravilha - e ele realmente é. Mas por que nos dias de hoje? Simples, pois na época em que foi lançado, foi um fracasso de vendas tão grande, mas tão grande que faria uma outra banda qualquer desistir. Os 4 mascarados do Kiss se salvaram não só pela persistência, mas sim pelo seu teatro em palco. Apesar do disco não chamar a atenção, os shows faziam qualquer um ficar de boca aberta, devido aos truques com fogos e as demais animações, como, por exemplo, as coreografias bem ensaiadas por todos. Em pouco tempo a situação foi revertida. Deixaram de ser banda de abertura e passaram a ser a atração principal dos shows. Mas ainda não era o bastante, pois o lucro era menor que o gasto. Eis que eles sentiram a obrigação de gravar algo novo, já que eram conhecidos o suficiente para vender mais. Hotter Than Hell foi o nome do segundo disco, e a partir dele o Kiss nunca mais parou de vender e obter lucro. Para você ter uma idéia, lá nos EUA existe Kiss em tudo que é produto, seja roupa, caneca, chaveiro, boneco, etc. A explosão mundial veio, de fato, com Dressed To Kill, mas esse disco toma uma surra feia desse self-titled, como me disse o Lincoln Hawk ontem - e eu concordo. Começando com "Strutter" (clássica, está na maioria dos Best Of), o disco nos trás outros sons que são indispensáveis nos shows até hoje, como "Cold Gin", "Black Diamond" e "Deuce" (a melhor, simplesmente espetacular!). E você acha que os outros sons ficam atrás? Não! "Firehouse" e a instrumental semi-blues "Love Theme From Kiss" mostram que esse disco é, possivelmente, o melhor deles. Pura energia positiva! Quer conferir? Clica aqui ou na capa.

3 comentários:

Felipe Pipoko disse...

Kiss é foda, e foda-se quem não curte!

Coloquei o link lá no blog também!

Abraços e valeu pela visita!

Mariii -; disse...

Claaásiico deeemaiis ;DD
Eh peerfa¹ ah crueeza e simplicidade desse album,ee meesmo assim,continuaa soando 'poderozissimo' para minha peersona xD

Anônimo disse...

lo mejor, gracias