quinta-feira, fevereiro 28, 2008

Salt The Wound - Carnal Repercussions


Como diria um grande amigo meu, esse CD é um belo exemplo de "rock brabo"! Os moleques americanos do Salt The Wound chegam com um visual bem skatista, maloqueiro, mano do rap e etc, talvez proposital, justamente para chocar o ouvinte com seu deathcore impiedoso que destoa completamente do visual.
Após a faixa de introdução e a segunda que é um tanto quanto séria, o clima remete à podreira moderna, exatamente na mesma linha de bandas como o Job For A Cowboy "antigo". Sabe o que é isso? É pig squeal (breee-breee-breee) até o talo, breakdowns cabulosos, passagens de technical death metal, passagens de hardcore veloz e - o que pode fazer o diferencial - solos de guitarra em alguns sons.
Adeptos também de uma produção, digamos, 4 estrelas, onde tudo é ótimo mas não fica 100% clean, o CD é para foder com alguns pescoços. A sonoridade é esmagadora! Consegue ser suja, mas não abafa nenhum instrumento. A única parte que poderia ter sido editada com mais cuidado é a do contra-baixo, pois o mesmo só fica destacado nos breakdowns ou nas notas mais moídas, isto é, mais grind. Tirando isso, é realmente plausível.
Mas nem tudo são elogios. Pode estar muito competente e soando bem, sendo que até possui um diferencial (os solos), mas é exatamente a mesma coisa que muitas outras bandas estão fazendo, como, por exemplos, Whitechapel e Suicide Silence. Peca na originalidade, é fato.
Como esse é o primeiro CD dos caras, resta uma grande esperança de que tudo amadureça e ache o caminho próprio. Sinceramente, é só isso que falta. De resto, está ótimo! BREEEEEEEEEwnload!!!!!

3 comentários:

Edmilson disse...

Não conheço as dificuldades técnicas da mixagem, mas realmente acho ruim quando as bandas "engolem" o baixo. Tinham que dar mais atenção a isso.

Edmilson disse...

Ah é, valeu pelo up...

Alt_of_Ctrl disse...

Sei lá, ñ topo c/ os cornos desses DeathCores. Acho uma puta modinha.