quarta-feira, julho 02, 2008

Fu Manchu - The Action Is Go


Quando a banda é boa, e tem pelo menos um membro original, não importa muito a formação, pois a sonzeira é garantida. Assim aconteceu com o Scott Hill, líder do Fu Manchu, lá em 96.
Após gravar a obra-master In Search Of, um hardcore stoner chute na bunda, Eddie Glass e Ruben Romano passaram a perna em Hill, e largaram a banda pra formar o power trio Nebula, muito bom por sinal. Sem ressentimentos, foram recrutados Bob Balch na guitarra solo e na bateria, ninguém menos que Brant Bjork, famoso por ter tocado no Kyuss e que não faz mais parte do Fu Manchu (largou fora depois de gravar California Crossing).
Com esse line-up afudê, gravaram The Action Is Go em 97, cd que hoje é tido como clássico, entre nós, fãs, e até pelos não fãs, só pelo fato desse cd ter a música "Evil Eye", som que apareceu no jogo de skate Tony Hawk 2, que na época saíu em tudo quanto era console e que fez a trilha sonora de muitas tardes de sábado, destruindo no backflip... coisas de video game.
Não sei o motivo, mas a produção do disco ficou a cargo do estranho Jay Noel Yuenger, do White Zombie, que felizmente, não destruiu o disco, não botou nenhuma influência em cima e até deu um "quê" a mais, deixando aqueles riffs matadores setentistas mais mofados ainda, junto com o baixo groove pesadão, cheio do wah-wah e a batera matadora do Bro Bjork.
Energia pura, rock clássico, ritmos alucinantes e climas piscodélicos, tá legal assim? Mas nem tudo são rosas, se a tracklist fosse organizada melhor, acho que ficaria bem mais massa, pois alguma das músicas lentas, quebram muito o clima. Só mais algumas informaçõe adicionais: essa versão disponível para download, é a versão européia, que tem duas bônus, "Swami's Last Command" (trilha sonora do filme Chicago Cab, que até onde eu sei, não saíu no Brasil) e "Module Overload" (do EP Godzilla) e a música "Nothing Done" é cover da banda Hardcore de Boston, SSDescontrol.
Me corrijam se eu estiver errado, mas pelo que me consta, quem está na capa, dentro do DogBowl é o histórico badass dos Z-Boys, Tony Alva... esse disco sôa bem Sul Californiano, vai encarar magrão? Download.

3 comentários:

Patrick disse...

Ae, Hawk! Essa resenha deu nostalgia e ainda inspirou a baixar o álbum!
Obrigado.

guerrainletto disse...

É o Tony Alva na capa sim! Ao ouvir esse disco eu tenho vontade de andar de skate até quebrar os braços. Foda pra caralho!

chucknorris disse...

Não sou chegado muito no som do Fu Manchu mas este disco realmente é bom, ainda mais pra quem pegou os tempos daqueles skates ali hang ten e o caralho, andava na Praça do Gaúcho em curitiba nos idos dos anos 80, quando ja vinham os shapes com o formato mais largo e bico reto. Daí eu me mandei do Brazil... Desculpem o saudosismo hehehe... mas o som me trouxe exatamente isso, ótimo post Lincoln, pelo menos o Patrick não é o único a postar coisa legal aqui hehehe