segunda-feira, setembro 01, 2008

Motörhead - Overnight Sensation

Longo tempo se passou, porém estou de volta com um cd do Motörhead. Não se deixe enganar pela capa - convenhamos que até mesmo uma capa preta é mais "atraente" que a cara dos três seres que ali estão. Pelo menos o Lemmy tá escondendo a verruga, virando a cabeça um pouco pro lado...
Overnight Sensation é um belo álbum, que não deve nada aos demais já gravados pelo tiozão/motoqueiro/caminhoneiro Lemmy. Sucessor do Sacrifice, foi a volta da banda à formação de power trio, com um guitarrista a menos. Foi o primeiro cd original do Motörhead que eu comprei (estava barato na época =D) e não me arrependi de forma alguma. Certamente, foi um dos cds que mais escutei em toda minha vida... e isso deixa marcas em qualquer um. Pra você pode não ser a mesma coisa, mas quando eu ouço "Civil War", é isso. Essa é a música que eu preciso para a vida. Eu posso ficar sem o AC/DC, até mesmo sem o Metallica (tá bom, sem o Kill 'Em All não dá pra ficar)... mas ficar sem Mötorhead? Não... ouvindo uma música como essa é que você percebe porque é que essa banda têm o respeito que têm, e porque, apesar de todos esses anos, eles ainda têm respaldo no mundo do rock'n'roll, fazendo ótimos álbuns, que é pra não deixar os fãs parados.
Esse cd aqui tá bem longe de ser considerado pela crítica em geral como um dos melhores do Mötorhead, porém para mim, é um dos melhores que já ouvi em toda minha vida... Em "I Don't Believe a Word", Lemmy muda um pouco o tom de voz e canta com uma voz mais limpa - imagine você que essa é a balada do cd (se é que podemos dizer que um cd desses TÊM uma balada). "Eat The Gun" lembra muito Sodom, não só pela temática de guerra, mas também pelo instrumental, rápido e pesado. Incrível como uma banda como o Mötorhead infuenciou toda uma geração de bandas, e abriu portas para gêneros inexistentes como o thrash metal. Se não fosse pelo vocal bêbado do Lemmy, com certeza o mundo hoje não teria tanta graça (pelo menos para mim, não!). Mas para mim a melhor faixa do cd ainda está por vir, a última, "Listen To Your Heart", que tem até um violãozinho acústico no meio... Como é que músicas como essa são "esquecidas" no tempo? Como é que uma música dessas não recebeu a atenção que deveria? É uma música linda, e acho que não estou exagerando... pois pra mim, essa música marcou demais... mais até que muita música que não pode faltar num show do próprio Mötorhead, singles de outras bandas boas... deu pra entender a idéia...
Enfim, é um belo álbum, variando bastante entre estilos, inclusive, porém dentro dos limites do que o Mötorhead faria... - músicas rápidas, músicas mais lentas, palhetadas thrash, bateria nervosa, vocal rabugento... Com certeza, se eu fosse pra uma ilha deserta e pudesse escolher apenas 5 cds pra levar, esse era um que não poderia faltar. Download.

Um comentário:

Maurício disse...

Esse CD, realmente é foda! Um dos meus favoritos do Motörhead!