sexta-feira, outubro 26, 2007

Pink Floyd - Atom Heart Mother


"Atom Heart Mother é uma boa peça para ser mandada para o lixo e nunca mais ser ouvida por ninguém! ... Era um bocado pomposa, e não falava sobre nada." - Roger Waters, baixista/vocalista/compositor.
O Mr. Waters só poderia estar totalmente sob efeito de um ácido potente misturado com cocaína quando deu a seguinte declaração a uma rádio inglesa. Atom Heart Mother, de 1970, foi um álbum muito bem aceito pelos fãs e bem-sucedido na imprensa, pois chegou ao primeiro lugar de vendas no Reino Unido e disco de ouro nos EUA. Recheado de experimentalismo, psicodelia, passagens progressivas, lindas passagens de teclados feitas pelo Mr. Wright e até letras lindas (leiam a tradução de "If"), é um disco com a cara tradicional que o Pink Floyd tinha no final dos anos 60. Apesar da ausência de Syd Barret pelo uso abusivo de drogas (Nota: Há quem diga que ele foi demitido por problemas de relacionamento! Hahaha!), a banda continuou firme e forte. Para quem não curte a banda ou a proposta de som, a faixa título e primeira do disco pode ser uma severa tortura com 23 minutos! Já aos que curtem, aposto que é uma viagem agradável e boa de se curtir. A já citada "If" é uma música linda, com uma melodia de violão muito agradável tocada por David Gilmour, que, para mim, é um dos únicos guitarristas que conseguem botar feeling em som progressivo. Coladinha nela, "Summer '68" vem para mostrar o quanto a masterização e a mixagem desse disco foram felizes. Muitos instrumentos tocando ao mesmo tempo sem abafar um ao outro, coisa difícil para a época. É altamente agradável escutá-la, principalmente pelas vocais em dupla de Waters e Gilmour. "Fat Old Sun" lembra muito o que a banda fez no futuro, mais precisamente no clássico The Dark Side Of The Moon. Teclados marcantes e reflexivos, vocais suaves... Galera, tenho certeza que eles tomaram drogas relaxantes para compor essa. É fato que eles sempre faziam as coisas sob efeito de drogas, e é fato que houve uma época que o consumo de LSD da banda se igualava ao de um pequeno país, porém o curioso é que essas drogas parecem ter os favorecido. Para fechar o disco na mesma linha do início, "Alan's Psychedelic Breakfast" vem com 13 minutos que alternam entre várias passagens de vozes e efeitos. Refiro-me a mesma linha de tempo, pois são duas músicas bem diferentes. Prosseguindo, são apenas 5 músicas. Ah, mas essas 5 totalizam quase uma hora de som.
Quanto à capa, o dono da vaca ganhou pouco pelos direitos de imagem do animal, contudo a sua fazenda virou ponto turístico e a vaquinha apareceu em diversos programas de TV. Arrisco dizer até que essa capa foi plagiada algumas décadas mais tarde. Quer ver? Clique aqui.
Download do disco.

3 comentários:

Anônimo disse...

esse blog precisa de mais poison idea ...

Anônimo disse...

posta I AM GHOST muito foda

Raiza disse...

Atom é foda demais, adoro esse disco!!Paraéns ai pelo post