sábado, março 10, 2007

Obituary - Frozen In Time


Atendendo a mais um pedido, trago aqui para vocês uma banda de death das antigas (ou old school), porém com um trabalho recente.
O Obituary é lá do meio dos anos 80, época do surgimento do death metal, e é considerado juntamente com os compatriotas do Morbid Angel, Cannibal Corpse e Deicide como uma das bandas mais influentes do estilo. Alguns até vão mais adiante; dizem que eles não apenas influenciaram, mas sim mudaram o estilo para sempre.
Com o clássico de 1990,Cause of Death, eles chegaram ao auge! O vocalista John Tardy foi extremamente importante no desenvolvimento dos vocais guturais profundos, pois não fazia guturais agudos, ao contrário das outras bandas da época, como os vocalistas das bandas Death e Possessed. Até hoje ele serve de influência para vários vocalistas, não tenha dúvidas! Quando você escuta Behemoth ou Immolation, isso fica mais do que provado. Só não se esqueça que isso foi nos anos 80/90, porque a banda acabou em 1997 e se reuniu novamente em 2003, para lançar esse álbum aqui em 2005.
Sinceramente, se tratando do Obituary (que eu particularmente não conheço muito, mas sei da importância dos caras), o negócio poderia ser melhor. Não pense que Frozen In Time seja ruim; mas poderia ser melhor, realmente.
Na parte de gravação e mixagem, o trampo está nota 10! Guitarras pesadas e sujas (uma em cada lado do som) combinam perfeitamente com o baixo bem sólido e a bateria com um peso sensacional não deixa o vocal gutural/rasgado e único de John Tardy para trás. O problema realmente foi na composição dos sons. Não há algo muito surpreendente e nem imprevisível. Alguns toques de cadência e alguns refrãos nem tão empolgantes demonstram que a banda não é mais a mesma de antigamente. Tá certo que nem deveria, pois ficar se repetindo a cada álbum é coisa de banda sem criatividade, mas repito que penso que o lance aqui poderia soar melhor.
Talvez eu não tenha gostado muito porque ultimamente tenho curtido som extremamente rápido, estilo Fornication. Mas, mesmo assim, achei músicas como "Stamp Alone", "Lockjaw" e "Denied" muito boas!
Confira e tire suas próprias conclusões.

PS: Em breve, atendendo a mais pedidos, corrigiremos o link do álbum Crossover, do D.R.I. e lançarei algum álbum clássico da banda de death/grind Terrorizer. Continuem nos visitando e interagindo conosco!

2 comentários:

Romulus disse...

Saudações!
Muitíssimo obrigado pelo post!
Sempre fico impressionado quando essas bandas de Death antigonas continuam a lançar álbuns..... mostra pra crítica desinformada que não se trata de "coisa de muleque".
Valeu!

samurai de guitarra disse...

eu sempre qndo posso to lento as paradas do site valew